Início » Cuidados » Por que meu cachorro idoso tem mau cheiro?

Por que meu cachorro idoso tem mau cheiro?

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Os donos de cães idosos observam ao longo do tempo diversas mudanças no animal, entre elas pode está um incômodo mau cheiro. Cachorros idosos podem exalar um odor diferente por diversos motivos.

O MelhorAmigo.dog conversou com a coordenadora técnica do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal (CRMV-DF), Simone Gonçalves, para comentar sobre as possíveis causas, prevenções e tratamentos para esse tipo de problema.

Cachorro idoso com mau cheiro: Saiba as causas e soluções

O mau cheiro pode indicar um problema

Segundo a doutora, é comum que o cachorro idoso tenha mudanças no cheiro. “O cão idoso possui maior predisposição a apresentar odores. Porque o metabolismo dele é mais lento, ele tem uma digestão mais lenta, ou até uma má digestão”, explica Simone. Esses fatores podem desencadear problemas de saúde que causam o odor.

Leia também:

Entretanto, alguns cães possuem naturalmente uma maior tendência de mau cheiro até mesmo antes de chegar aos sete anos, a idade média da terceira idade canina. Raças mais gordinhas com muitas “dobras” como o Shar Pei, podem ter a higiene mais dificultada, o que facilita acúmulo de bactérias nas regiões.

Problemas que causam mau cheiro

Entre as principais complicações estão:

  • Tártaro nos dentes: a principal característica é a formação de placa bacteriana na superfície dentária. O problema cau mau-hálito e pode causar queda dos dentes.
  • Hipertireoidismo:  o desequilíbrio hormonal provocado pela doença pode provocar lesões na pele, causando feridas.
  • Otite: a doença é uma inflamação no canal auditivo, que modifica a secreção da região.
  • Excesso de secreção da glândula adanal: a fraqueza dos músculos dificulta a eliminação total da secreção produzida na região. (um comportamento comum é o cachorro arrastar o traseiro no chão)

Segundo Simone, até mesmo a mancha da lágrima, que fica logo abaixo a canto inferior da pálpebra, também pode causar odor. “em cães mais idosos ela fica mais acentuada e o odor é maior”, explica.

Prevenção e tratamento

A doutora deixa claro que o primeiro passo é diagnosticar o problema. “é preciso observar se há feridas, apalpar o cachorro (…)”, diz Simone. A alimentação também deve ser observada, com rações certas para a idade do animal “esse tipo de informação sempre está na embalagem”, alerta.

cachorro-com-mau-cheiro

Entretanto, vale lembrar que determinadas raças podem apresentar mau cheiro até mesmo antes da terceira idade.

Quanto ao tártaro, o ideal é que o cachorro receba higiene bucal durante a vida, e não apenas quando há o diagnóstico de algum problema dentário.  

O acompanhamento veterinário é crucial para o diagnóstico, prevenção e tratamento. Segundo a doutora, os cães devem ser examinados em uma veterinária pelo menos uma vez ao ano. Entre os exames recomendados pela doutora estão:

  • Hemograma completo
  • Ultrassonografia abdominal
  • Eletrocardiograma
  • Exame de mama em fêmeas
  • Exame de próstata em machos

Cães idosos demandam maior atenção médica e principalmente do dono. “Muita gente tem o cachorro como um cão de guarda e não presta atenção nesses detalhes” adverte a doutora. Com os cuidados necessários, o melhor amigo terá maiores chances de envelhecer de forma mais saudável.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Fazer Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Acompanhe nossas dicas