Você está aqui: Início » Raças de Cachorros » Collie: saiba tudo sobre a raça
Collie cachorro

Collie: saiba tudo sobre a raça

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Para as pessoas que se interessam em adotar ou comprar um Collie, tem que estar preparados para aguentar muito carinho e energia deste novo amigo, pois isto ele tem de sobra.

Conseguir adotar um Collie é muito difícil, pois por ser um cachorro extremamente conhecido, adorado por todos, bonito, esperto, entre outras qualidades, ele se tornou caro e muitas pessoas estão dispostas a pagar por ele.

Veja também – Cão de Santo Humberto (Bloodhound): saiba tudo sobre a raça

Os Collies ficaram ainda mais conhecidos após participar do filme “Lassie” onde mostraram sua beleza, inteligência, esperteza e seus instintos para proteger e ajudar seus donos em situações de risco ou perigo.

Ajudavam muito os celtas com o seu rebanho no século XIV, mesmo que guiar as ovelhas seja uma das funções mais antigas dos cachorros, só teve indícios deles nessa atividade em 1800.

O cruzamento é o que diferencia os dois Collies, o áspero e o liso. Tem como diferença o tamanho da cabeça e a cor dos pelos, e conforme o tempo os dois foram evoluindo e ficando cada vez maiores.

Collie está no ranking dos mais inteligentes e fieis, e é muito indicado para família, por ser muito dócil e amigável, ele é muito devoto ao seu dono além de aprender tudo rapidamente.

O caráter desse cachorro é ter uma grande sensibilidade, ser muito gentil e encantador, uma ótima companhia, sempre com humor muito bom, lidando muito bem com crianças.

Quem levou a raça Collie para a Inglaterra e fez com que ela ficasse conhecida e muito queria por lá, foi a Rainha Victoria, que conheceu a raça quando foi para Escócia.

Características do Collie

O Collie é de porte Médio, as fêmeas chegam entre 51 cm a 56 cm e podem pesar de 22 kg a 29 kg, os machos entre 56 cm a 61 cm e podem pesar de 27 kg a 34 kg. Eles podem chegar viver de 12 a 14 anos.

Os preços dos Collies varia conforme seu pedigree, e seus valores podem chegar de R$ 1500,00 a R$ 3000,00. A sua origem vem da Escócia.

Por ser um cachorro muito energético, e ter sido criado para trabalhos que eram necessário muitos movimentos e disposição não são indicados para viver em apartamentos, mas caso aconteça o importante é manter os exercícios diários.

São cães que costumam latir muito, e muitas vezes podem latir sem motivos. Por serem cães amorosos, não gostam de ficar sozinhos e podem acabar causando alguns transtornos caso se sintam abandonados.

São cachorros que adoram ser ativos, gostando assim de fazer atividades juntos ao seu dono, como caminhadas, trilhas, circuitos, é sempre bom manter essas atividades frequentes por conta da sua saúde.

Os Collies por mais que sejam cachorros alegres e brincalhões, podem ficar deprimidos se forem maltratados ou deixados de lado.

Cuidados

Por ter uma grande quantidade e longos pelos, tem que ter um cuidado maior, pois podem cair e embaraçar muito, com isso é indicado que os escovem no mínimo duas vezes por semana.

Suas unhas tem que ser cortadas todo mês, seus dentes escovados pelo menos uma vez na semana, para evitar tártaros e algum tipo de bactéria. Os banhos devem ser dados a cada três meses.

Collie filhote

Sempre bom olhar regularmente as patas dos cachorros, que possa ter ferimentos, pois o chão muito quente pode ocasionar queimaduras. Atenção também a orelhas e boca, para ver se não estão com alguma infecção.

Por ser um cachorro ágil que corre bastante, sempre estão em competições de circuitos. Também participam de concursos de beleza, por conta de sua formosura.

Veja também – Pastor de Shetland: saiba tudo sobre a raça

Para adestrar os Collies é melhor começar cedo, eles aprendem com mais facilidade quando mais novos, porém eles podem ser ensinado por toda vida, por serem muito inteligentes, sendo que quanto mais velhos tem mais dificuldade.

Saúde

Ha algumas doenças que podem ser hereditárias, que prejudicam a longevidade do Collie, como a atrofia progressiva da retina.

Quando ainda filhote já pode ser feito exames de sangue para descobrir se ele possui algum tipo de doença, como a anomalia do olho do collie, que é muito frequente nessa raça.

Sempre muito importante manter em dia as vacinas, remédios para carrapatos e pulgas, ainda mais quando filhotes, que são mais frágeis e qualquer doença pode ser fatal.

Alergias, intolerância a remédios são os tipos de reações que acontecem muito nos Collies, por isso nunca deve ser dado nenhum tipo de remédio sem ser receitado ou diagnosticado por um veterinário.

Curiosidades sobre o Collie

Existe um canil só dessa raça, dedicado somente para seu desenvolvimento e aperfeiçoamento, participando de disputas, os educando desde quando nascem para esse tipo de eventos, sempre com um alto nível de pedigree.

Collie

Sua tolerância ao frio é maior do que ao calor. Possui extrema facilidade em treinamentos. Um cão que tem um grande extinto protetivo, se dá bem com outros cachorros e humanos desconhecidos, muito sociável e ama brincadeiras.

Veja também – Saiba quais são as raças de cães mais recomendadas para crianças

Quando filhotes gostam de brincar, são bastante curiosos, agradáveis, e gostam de fazer amizades, se for adotar ou comprar um, de preferência pelos filhotes ativos.

O Collie é bastante amigável e companheiro, na maioria das vezes não sendo agressivo, estressado, irritado, por tanto é melhor companheiro do que guarda-costas.

Alimentação

Ele precisa de uma boa alimentação para se manter saudável, com uma ração de qualidade, para que seus pelos, seu intestino estejam regulados para uma melhor qualidade de vida e uma grande longevidade.

Os filhotes de até um mês se alimentam de leite, após esse período eles podem passar para a ração especifica para filhotes, sem corante, com grandes quantidades de proteínas e nutrientes, que os fazem crescer saudáveis.

Cores do pelo do Collie:

  • Branco
  • Dourado claro
  • Dourado escuro
  • Beje
  • Preto e branco

Reprodução

O tempo de cio de uma Collie fêmea é entre 12 a 14 dias, sendo que ela só aceita cruzar nos últimos dias, no começo do cio ela não aceita podendo chegar a acatar um macho.

O primeiro cio de uma cachorra é entre os seis e oito meses de idade, a partir do primeiro o cio passa a ser de seis em seis meses.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas