Você está aqui: Início » Doenças » Cinomose: Tudo que você precisa saber para proteger o seu cão

Cinomose: Tudo que você precisa saber para proteger o seu cão

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ninguém quer ver o seu animalzinho de estimação doente e correndo risco de vida, não é mesmo? Para evitar que isso aconteça é importante que você se informe sobre as doenças que ele pode adquirir, quais são os seus sintomas e como tratá-las. Pensando nisto, hoje vamos falar sobre a Cinomose, uma doença grave e que pode inclusive levar o seu cãozinho a óbito, mas que tem como ser prevenida. Continue lendo e saiba como!

O que é a cinomose?

A cinomose é uma doença mais comum nos filhotes, ou seja, até o primeiro ano de vida do animal. Apesar de ser mais raro, ela também pode atingir cães mais velhos que não foram imunizados quando novos. A infecção se dá pelo contato com outros animais contaminados, pelas vias respiratórias, ou se o animal sadio tiver contato com algum objeto que foi manipulado por um cachorro com a doença.

Veja também – Parvovirose Canina: Como identificar e tratar a doença

Trata-se de uma doença causada por vírus, e qualquer raça está suscetível a contraí-la. No Brasil a cinomose é uma doença preocupante porque ainda existem muitos animais de rua, que não receberam a imunização contra ela. E se você tem um cãozinho que não foi vacinado, ele pode se contaminar durante os passeios e brincadeiras em praças, por exemplo.

Como saber se o meu cão foi infectado? Quais são os sintomas?

A nossa primeira dica é que você fique atento ao comportamento do seu cão. Observe se houver alguma mudança, já que a primeira desconfiança deve vir de você. O rápido diagnóstico da cinomose pode ser crucial para evitar o falecimento do seu cão.

Por isso se você perceber qualquer um dos sintomas a seguir, procure um veterinário.

  • Febre
  • Perda de apetite
  • Sonolência, apatia e falta de coordenação motora
  • Tosses e espirros
  • Vômitos e diarreia
  • Secreções pelo nariz e olho

Nos casos mais avançados, o cão também pode ter convulsões e paralisia muscular.

A cinomose mata?

Infelizmente, sim. Como dissemos nos tópicos anteriores a cinomose pode ser fatal, e a taxa de morte é muito alta entre os cães infectados, isso porque, quando o dono percebe os sintomas da doença, ela já está muito evoluída e já afetou o sistema neurológico do animal.

Além disso, na maioria dos casos, se o cão sobrevive ele fica com sequelas e possui uma sobrevida muito pequena.

Vacina para cinomose

A boa notícia é que já existe uma vacina contra a cinomose, ela é bastante eficiente e é a melhor maneira de prevenir a doença. Geralmente a primeira dose deve ser tomada quando o animal completa 45 dias, e mais três doses quando o cachorro ainda é um filhote. Depois disso é recomendado que o animal receba anualmente o reforço da vacina.

Procure o veterinário de sua confiança para que ele possa ministrar as doses da vacina contra cinomose no seu animal.

Por fim, mantenha as vacinas do seu animal em dia e leve-o sempre ao veterinário!


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas