Você está aqui: Início » Doenças » Brucelose canina

Brucelose canina

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A brucelose canina é uma infecção contagiosa causada pela bactéria Brucella canis (B. canis). Quando contaminados, os cães geralmente desenvolvem uma infecção do sistema reprodutivo ou uma infecção venérea. Saiba mais sobre os sintomas e o tratamento da brucelose canina!

Quais são os sintomas da brucelose canina?

A brucelose canina geralmente causa problemas reprodutivos, como infertilidade e abortos, com poucos outros sinais de doença clínica. A doença é mais comum em cães adultos em idade reprodutiva.

Cães machos infectados com brucelose desenvolvem epididimite, uma infecção do epidídimo. O epidídimo é um segmento espiralado dos ductos espermáticos, onde o espermatozóide amadurece e é armazenado antes da ejaculação.

Um cão com uma infecção recém-adquirida geralmente terá um escroto aumentado ou um testículo aumentado e pode ter dermatite escrotal. A qualidade do esperma do cachorro será ruim e nos casos crônicos ou de longa duração, os testículos se atrofiam ou encolhem.

As fêmeas infectadas com brucelose desenvolvem uma infecção do útero e pode se tornar infértil, ter dificuldades em engravidar ou apresentar corrimento vaginal persistente. A Brucelose canina pode ainda causar o aborto nos últimos estágios da gravidez.

Tipicamente, uma fêmea com brucelose tende a abortar entre os quarenta e cinco e cinquenta e cindo dias de gestação, ou pode dar a luz aos filhotes natimortos ou fracos.

Durante os estágios iniciais da brucelose, os linfonodos aumentados são comuns. Ocasionalmente, o B.canis infectará os discos intervertebrais, os olhos, os rins ou o cérebro. Se a bactéria infectar esses outros tecidos, os sintomas estarão relacionados ao sistema corporal que está infectado.

Como se dissemina a brucelose canina?

Um grande número de bactérias Brucella canis é eliminado nas secreções genitais (sêmen ou descargas vaginais) de um cão infectado. Pequenas quantidades de bactérias também podem ser eliminadas na urina ou na saliva do cão.

Depois que uma fêmea aborta uma gravidez por causa da brucelose, ela continuará descarregando fluidos infectados com a bactéria por 4-6 semanas após o aborto.

Os cães são expostos à doença através do contato com fluidos corporais infectados. Embora a via mais comum de infecção seja oral (lamber urina contaminada ou descargas do trato reprodutivo, ou lamber ou mascar material placentário ou fetos abortados), os cães também podem pegar uma infecção através da transmissão sexual, inalação (cheirar a urina contaminada ou outras descargas), ou através de outras membranas mucosas, como os olhos.

Como a brucelose canina é diagnosticada?

A brucelose pode ser uma doença difícil de diagnosticar. Seu veterinário pode recomendar vários testes para confirmar o diagnóstico. Eles podem incluir:

  • Radiografias da coluna vertebral para ver se as alterações na coluna são consistentes com a brucelose
  • Uma citologia e cultura para determinar se uma infecção bacteriana está presente
  • Um hemograma completo para excluir anormalidades no sangue, como anemia.
  • Testes químicos para avaliar a função renal, hepática e pancreática, bem como os níveis de açúcar.
  • Testes especiais de anticorpos e reação em cadeia da polimerase (PCR) para a brucelose

Se seu cão foi diagnosticado com brucelose, seu veterinário provavelmente recomendará esterilização ou castração para prevenir a transmissão da doença para outros cães.

Qual é o tratamento para a brucelose canina?

Embora os antibióticos possam ser usados ​​para ajudar a controlar a infecção, nenhum tratamento é completamente eficaz na eliminação das bactérias, e qualquer cão que tenha sido infectado com B.canis deve ser considerado infectado por toda a vida. Mesmo que a infecção aguda possa ser controlada com antibióticos, o cão pode liberar bactérias intermitentemente pelo resto da vida.

A esterilização cirúrgica do cão infectado diminuirá o desprendimento dos organismos para o ambiente, reduzindo assim o risco para outros cães. Além disso, Qualquer animal que tenha resultados positivos para Brucella deve ser removido imediatamente do canil ou de sua casa se houver outros animais lá.

Isso é feito para tentar evitar a disseminação contínua da infecção. Em um canil ou em casa, todos os cães devem ser testados e isolados conforme necessário devido ao seu estado positivo de infecção. O canil inteiro terá que ser colocado em quarentena, sem novos cães chegando, sem reprodução, ou venda ocorrendo.

Uma vez que sua casa ou o canil esteja em quarentena, é importante destruir todo e qualquer material que possa estar infectado com Brucella. Depois disso, você pode ter que limpar o canil inteiro ou a sua casa para garantir que a infecção não esteja mais presente.

Estou em risco de desenvolver brucelose de um cachorro infectado?

A brucelose é uma doença que pode ser transmitida de animais para humanos. Embora as pessoas possam ser infectadas ao entrar em contato com animais infectados ou com produtos animais contaminados, como leite ou carne, é incomum que uma pessoa consiga uma infecção brucelose de um cão.

Criadores e veterinários expostos ao sangue ou outras secreções de animais infectados correm um risco maior de desenvolver uma infecção; os donos de animais não são considerados em risco de infecção porque é improvável que entrem em contato com sangue, sêmen ou descargas uterinas de um cão infectado.

No entanto, pessoas com sistema imunológico comprometido devem evitar o contato com um cão diagnosticado com brucelose. Isso inclui pessoas com AIDS / HIV, pessoas sob quimioterapia ou recebendo radioterapia, pessoas que são idosas ou têm doenças crônicas graves, pessoas que receberam transplantes de órgãos, mulheres grávidas e crianças pequenas.

As pessoas que entram em contato com cães reprodutores, filhotes recém-nascidos ou fetos abortados devem tomar cuidado e praticar um bom saneamento. Sempre que possível, use luvas descartáveis ​​antes de manusear filhotes recém-nascidos ou limpar uma área onde um cão tenha parido. Após a remoção das luvas descartáveis, lave bem as mãos com água e sabão e enxágue bem.

Ter animais em casa é sinônimo de alegria, carinho e mor incondicional. Por isso, se você realmente ama seu amiguinho de quatro patas, deve cuidar bem dele, garantido que esteja sempre feliz e saudável.

Ao observar algum dos sintomas não hesite e procure um veterinário de confiança, ele poderá diagnosticar de maneira precisa e te orientar com todos os procedimentos necessários para o tratamento da Brucelose Canina.

 


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas