Início » Cuidados » Vitaminas para cachorros: importância e cuidados

Vitaminas para cachorros: importância e cuidados

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Vitaminas para cachorro

Assim como é cada vez mais comum que pessoas tomem seus suplementos, vitaminas para cachorros também fazem parte da rotina de muitos. Nos EUA, por exemplo, estima-se que cerca de um terço dos cães  e gatos já recebem algum tipo de suplementação, sendo as vitaminas as mais comuns.

Mais precisamente, os multivitamínicos são os produtos mais comuns da suplementação. Em geral, seu propósito é melhor a saúde das juntas e reduzir a queda de pelos. Ao mesmo tempo em que seu consumo aumenta, o mercado de vitaminas para cachorros torna-se cada vez mais atrativo.

Por isso, a ideia de que vitaminas para cachorros são necessárias é cada vez vendida. No entanto, assim como ocorre com os humanos, elas nem sempre são precisas, podendo ser até mesmo potencialmente perigoso. É necessário compreender melhor seu funcionamento, e qual a verdadeira importância destes suplementos.

A relação entre benefício e riscos potenciais deste produtos torna essencial compreender mais sobre as vitaminas. Entenda melhor quando um cão precisa de vitaminas, se elas são seguras, e em que situações o uso é benéfico:

Meu cão precisa consumir vitaminas?

A maioria dos cães alimentados com ração adequada já possui uma dieta equilibrada e completa. Isso inclui vitaminas e minerais que são oferecidos em multivitamínicos comuns. Isso significa que cães alimentados com ração correta geralmente não necessitam de vitaminas para cachorros.

Por outro lado, cães alimentados com comida caseira possuem déficits de vitaminas muito mais recorrentemente. Nestes casos, as vitaminas para cachorros são essenciais, mas é necessário o acompanhamento veterinário para definir quais são os nutrientes necessários para equilibrar a alimentação.

Há riscos em fornecer vitaminas para cachorros?

Se o animal já contar com uma dieta balanceada e receber ainda mais vitaminas e nutrientes, é possível que isso seja potencialmente perigoso. Isso gera um desequilíbrio, que pode ser a origem dos problemas que você gostaria de prevenir com o fornecimento de vitaminas.

O excesso de vitamina D, por exemplo, estimula o cão a parar de comer, danifica os ossos e pode atrofiar a musculatura. A vitamina A pode causar desidratação e dores nas juntas, o que diminui significativamente a qualidade de vida do cão.

A importância de consultar um veterinário antes da suplementação

Antes de oferecer qualquer suplemento alimentar para seu cão, é absolutamente essencial consultar um veterinário. Sintomas como artrite e fraqueza – geralmente associados a déficits de nutrientes – podem ter origens absolutamente distintas da nutrição, e a a suplementação não auxiliará na resolução do problema.

A alimentação é um fator absolutamente delicado para a saúde de qualquer ser vivo, e vitaminas para cachorros são muito concentradas em nutrientes que podem, ao mesmo tempo, melhorar a saúde e arruiná-la de forma definitiva.

Como escolher a suplementação adequada para o seu cão?

De acordo com conselhos veterinários, há algumas dicas que reduzem os riscos de se oferecer vitaminas para cachorros. Em primeiro lugar, como já mencionado, é essencial só recorrer às vitaminas se houve recomendação por parte de um veterinário.

Além disso, é importante utilizar marcas reconhecidas como sérias no mercado, com a correta autorização de órgãos veterinários. Sempre que você receber uma receita de um veterinário, preste atenção na concentração em miligramas de cada nutrientes exigido, e busque por multivitamínicos que correspondam precisamente à receita.

Sempre que possível, solicite a indicação do profissional responsável pela saúde do seu cão para uma ou duas marcas especialmente recomendadas. Isso garantirá que você tenha a segurança de escolhas de qualidade, sem colocar a vida do seu cachorro em risco.

Nunca substitua vitaminas para cachorros por vitaminas para suplementação humana. Mesmo que a embalagem anuncie os mesmo tipos de nutrientes entre os dois, é necessário que você só ofereça suplementação específica para cães.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas