Início » Cuidados » Uso da coleira: Entenda a importância

Uso da coleira: Entenda a importância

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

O uso da coleira em um cachorro é essencial, especialmente para aqueles que não vivem exclusivamente dentro de casa (e também para estes, em momentos de passeio ao ar livre). Muitas pessoas associam o uso da coleira a maus tratos com o animal, com riscos de estrangulamento e de machucar o cão.

Este medo é, de fato, justificado, caso a pessoa não dê a atenção necessária à qualidade da coleira e à sua adaptação ao tipo do animal que possui em casa. A escolha da colheira deve pensar em segurança e conforto do cão, e uma coleira sempre deve ser testada algumas vezes antes de tornar-se, oficialmente, a coleira do seu bicho de estimação.

Além disso, o uso de uma coleira não significa que o cachorro será controlado através da coleira (pode-se usar ela sem a guia, enquanto o cachorro é controlado por uma cinta peitoral, por exemplo).

Entenda a importância do uso da coleira, e confira já se seu cão está protegido com o uso deste equipamento em situações em que ele é essencial.

Controle do cão na rua

Especialmente para cachorros grandes, o uso da coleira é essencial – inclusive com o adicional da guia. Quanto maior e mais imprevisível for o cão, mais importante é a utilização deste equipamento. Em geral, o cão deve ter menos distância de guia, também, à medida que for potencialmente mais perigoso para outras pessoas (mesmo que ele não seja, de fato, agressivo).

Uso de coleira em cachorros

Para cães muito pequenos, a importância do controle diz mais respeito à segurança do próprio animal. Neste caso, pode haver um pouco menos de controle direto sobre sua movimentação, com mais espaço no guia, e uma guia que esteja ligada a uma cinta peitoral, ao invés da coleira de pescoço.

Identificação em caso de fuga

Uma das funções mais importantes da coleira é a identificação do cão. Se, por algum motivo, seu cão escapar ou se perder, uma coleira devidamente identificada (com seu contato e endereço) pode ser a diferença entre logo recuperar seu cão ou nunca mais vê-lo.

É necessário que suas informações estejam claras e visíveis para quem pegar o cachorro. Neste caso, o uso da coleira deve ser feito mesmo quando não houver guia, apenas como forma de identificação. Como o cão utilizará a coleira por longos períodos de tempo, é necessário escolher adequadamente o equipamento, e certificar-se de que ela não incomoda o animal.

A coleira sempre é recomendada?

Sempre que o animal estiver em contato com um ambiente externo, o uso da coleira é recomendado, especialmente em função da identificação do animal. Usar coleira, no entanto, não é a mesma coisa que usar guia. Também não quer dizer que a guia deva ser conectada à coleira – especialmente em cães pequenos e sensíveis.

Diferença entre coleira e guia

Muitas pessoas pensam na coleira e na guia como apenas uma coisa. Na verdade, são objetos absolutamente diferentes. A coleira diz respeito apenas ao que está ao redor do pescoço, enquanto a guia é a corrente ou faixa responsável pela condução do cachorro próxima ao dono.

Algumas raças de cães, mais frágeis, não devem ter a guia vinculada à coleira, por riscos à segurança do cão – mas podem usar uma coleira apropriada livremente. Consulte sempre seu veterinário para conferir sobre as particularidades da raça do seu cão.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas