Início » Todos os posts » Doenças » Tipos de sarna: Causas e tratamento

Tipos de sarna: Causas e tratamento

Compartilhe!
  • 2
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares

A sarna é uma doença bastante comum em cachorros, e pode ser um risco muito sério tanto para a saúde deles, quanto para a de seus donos e outros animais que convivem com o cão. Embora existam, basicamente, três tipos de sarna, todas elas possuem uma característica em comum: são causadas por ácaros.

sarna-de-cachorro

Por isso, para evitar que seu bicho de estimação contraia a doença, é importante mantê-lo sempre higienizado e, principalmente, manter locais que acumulam ácaros – como tapetes, cortinas e, até mesmo, os cobertores do animal, bem limpos e dificultando a proliferação dos ácaros.

Ao contrário do que muitos pensam, a sarna não é exclusividade de animais maltratados, mas um mal que atinge todos os cachorros expostos à fonte da doença. Conheça os três tipos de sarna, e saiba como reconhecer e tratar cada uma delas:

Sarna Dermodécica (sarna negra)

A sarna negra é, provavelmente, o tipo mais conhecido e marcante da doença. O ácaro que a provoca está presente em todos os cachorros, e só manifesta a doença quando ele possui algum problema imunológico. Geralmente sua causa envolve fatores genéticos, que predispõem o cão a desenvolver o problema em um momento de debilidade.

Esta sarna provoca feridas de cheiro forte e produção de pus, o que a torna muito característica. Por possuir origem genética, seu tratamento e sua prevenção devem ser manter o animal bem alimentado e tão saudável quanto possível, para evitar que a doença se manifeste.

Alguns profissionais recomendam, também a castração do animal que manifestar a doença, para evitar a geração de descendentes que sofram do mesmo problema.

Sarna Sarcóptica

Também conhecida como escabiose, esta doença é conhecida como o tipo de sarna que faz o animal sentir a coceira característica da doença. É comum que, ao ser atingido pela doença, o animal coce, lamba e morda compulsivamente suas feridas, e perca os pelos dos locais atingidos.

Nestes casos, é importante isolar o cão de outros animais durante o tratamento, e levar ao veterinário para o tratar através de medicação. Este tipo de sarna é curável, e é importante haver um diagnóstico rápido, antes que o quadro de estresse e agonia do animal evolua para algo mais sério.

Além do isolamento do cachorro, é importante isolar (e higienizar, preferencialmente de maneira profissional) seus pertences, para que ele próprio, ou outros cães, não contraiam a mesma doença no futuro.

Sarna Otodécica

Algumas pessoas costumam chamar esta manifestação dos ácaros de “sarna de ouvido”, e é comum que o quadro seja confundido com otite. Embora o quadro da doença possa evoluir para uma otite, é importante não confundir os dois problemas, pois este tipo tende a causar menos agonia para o animal, e pode ser tratado com um pouco mais de facilidade.

O problema pode ser identificado pelo aumento da produção de cera no ouvido do animal, e confirmado por um exame veterinário, identificando a presença do ácaro. O tratamento é, então, realizado com gotejamentos e banhos apropriados no animal, para remover e matar os ácaros.

É importante que o animal seja retirado do contato de outros cachorros, para evitar o contágio dos outros animais sem necessidade.


Compartilhe!
  • 2
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares

Acompanhe nossas dicas