Início » Todos os posts » Doenças » Raiva: Sintomas, causas e tratamentos

Raiva: Sintomas, causas e tratamentos

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

O vírus da raiva é um dos mais perigosos que pode contagiar o seu cachorro. A raiva é uma doença que afeta o sistema nervoso central dos cães e pode ser fatal. A principal maneira de contágio do vírus da raiva é através da mordida de um animal portador da doença, como raposas, guaxinins, gambás e morcegos.

A infecção inflamatória da raiva é transmitida pela saliva e pode ser passada dos animais para os humanos, podendo ser um perigo não apenas para o seu cachorro, mas para a sua família inteira também.

raiva-canina

Sintomas

Muitos são os quadros da doença da raiva nos animais. Diferentes cachorros podem fazer diferentes quadros quando infectados com a doença, com o período de cada quadro também variando entre eles.

O vírus pode ser relativamente lento, tendo um período de incubação de três a oito semanas em cachorros e três a seis semanas em pessoas. O vírus só se torna transmissível a partir do momento em que vai do cérebro para as glândulas salivarias, onde é transmitido pela saliva em mordidas.

Existem três quadros que a doença pode fazer nos cachorros, e os animais podem passar por apenas um, por dois, ou até mesmo por todos os três quadros quando estão infectados.

O primeiro quadro costuma durar de dois a três dias, e se dá pela brusca mudança de comportamento nos cachorros. Cães que eram amigáveis e brincalhões podem rapidamente ficar tímidos, ansiosos e nervosos quando sofrendo de raiva.

Sintomas mais físicos podem ser a febre e o cachorro constantemente lambendo o local da mordida que o contaminara. O segundo quadro é o mais popular, no qual o cachorro fica mais agressivo e pode durar de um a sete dias. O cachorro doente ficará irritado e violento contra qualquer pessoa, até mesmo os seus donos, e poderá atacar.

A situação piora a medida que o tempo passa, até que o cachorro pode ficar completamente desorientado até começar a sofrer de convulsões que o levam à morte. O terceiro e último quadro acontece entre dois e quatro dias desde que os sintomas começam a aparecer.

Nele os cachorros começam a salivar muito devido a sua dificuldade em engolir, pode parecer que há algo trancado na sua garganta. Os cachorros se tornam imóveis e têm dificuldade para respirar, ficando cada vez mais fracos.

Tratamento

Apesar de existirem casos de cachorros que sobreviveram à infecção, assim como de pessoas que sobreviveram à doença com a ajuda de um fortificado auxílio médico, a doença da raiva ainda não tem tratamento e é altamente fatal.

Se o seu cachorro não for vacinado e tiver sido mordido por algum animal portador do vírus, é necessário que ele seja colocado em quarentena para garantir que ele, caso tenha sido infectado, não transmita a doença a mais ninguém.

Por isso, se suspeitar que o seu cachorro está contaminado pelo vírus da raiva, entre em contato imediato com um veterinário para que as precauções possam ser tomadas.

Prevenção

A principal forma de prevenção contra a raiva é a vacinação. A vacina da raiva é obrigatória para cachorros, mesmo assim, um alto número de animais continua sem ser vacinado contra a doença. Certifique-se de que o seu cachorro é vacinado, essa pode ser uma medida que salvará a vida não apenas do seu cachorro, mas de qualquer membro da sua família!


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Fazer Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Acompanhe nossas dicas