Início » Todos os posts » Cuidados » Plantas tóxicas para cachorros

Plantas tóxicas para cachorros

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Quem convive com cães, conhece a mania constante que eles possuem de comer coisas estranhas – inclusive plantas tóxicas que podem ser potencialmente fatais para eles. Seja mastigando plantas de jardim ou em vasos dentro de casa, ou até mesmo qualquer planta encontrada na rua.

Enquanto evitar que as plantas tóxicas para cachorros dentro de casas pode ser fácil, retirando-as do alcance do cão, ou evitando plantar novas espécies que sejam tóxicas, evitar que eles entrem em contato com estas plantas na rua pode ser mais difícil, levando a uma série de cuidados especiais.

Plantas tóxicas para cachorros

Na prática, a melhor solução para garantir que seu cão não sofra envenenamentos sem que você perceba, é saber quais são as plantas tóxicas para cachorros e poder identificá-las quando a teimosia do pet em mastigar as coisas vencer você.

Confira a lista de plantas tóxicas para cachorros que podem ser facilmente encontradas no cotidiano e devem ser tiradas do contato do seu cão:

Aloe Vera (Babosa)

Embora seja regularmente utilizada em cosméticos para humanos, especialmente para o tratamento de queimaduras, a aloe vera (ou babosa) é bastante tóxica para cães. Não apenas a versão in natura é tóxica: produtos com base na planta também podem ser perigosos. Por isso, é necessário ter cuidado com o acesso do seu cachorro a eles.

Os sintomas de um cão que ingere aloe vera incluem vômito, depressão, diarreia, anorexia, tremores e mudanças na coloração da urina.

Amarílis

Esta bela flor, muito comum em jardins ornamentais, utilizada comumente como uma flor para presente e decoração da casa, também é bastante tóxica para cães – especialmente o bulbo, onde há a maior quantidade de toxinas.

Os sintomas de sua ingestão incluem vômito, depressão, diarreia, dor abdominal, excesso de salivação, anorexia e tremores.

Azaleia

Mais uma flor bastante comum entre plantas tóxicas para cachorros: a azaleia. Neste caso específico, apenas algumas flores ou folhas podem levar a sérios problemas.

Sua ingestão pode ser diagnosticada através de sintomas como um sistema digestivo extremamente irritado, perda de apetite, diarreia, depressão, fraqueza, perda de coordenação motora, paralisia nas pernas e baixa frequência cardíaca. O envenenamento por azaleia é bastante sério e potencialmente fatal.

Begônia

A begônia é outra flor popular pelos jardins e vasos de decoração que é bastante tóxica. A maior parte de suas toxinas está nos tubérculos enterrados. Os sintomas de sua ingestão incluem irritação e queimaduras intensas na boca, na língua e nos lábidos, assim como diarreia, vômito e dificuldade para engolir.

Cravo

Os cravos não estão, na prática, entre as plantas tóxicas para cachorros mais perigosas, mas é importante que façam parte da lista em função de serem muito comuns em arranjos e jardins, sendo facilmente acessível pelo cão. Seus sintomas incluem problemas gastrointestinais e dermatites moderadas.

Mamona

A mamona é uma planta conhecida por ter seus frutos tóxicos, o que é potencialmente mais perigoso para os cachorros do que para os humanos, considerando sua massa total. Os sintomas da ingestão de mamona incluem dor abdominal, vômito, diarreia, sede excessiva, fraqueza no corpo e perda de apetite.

Casos mais severos podem resultar em graves desidratações, contrações musculares agudas, tremores e convulsões, sendo potencialmente fatais.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas