Início » Cuidados » Medicamentos piratas: Riscos para seu animal de estimação

Medicamentos piratas: Riscos para seu animal de estimação

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Consumidor deve ficar atento e seguir dicas para não comprar medicamento veterinário pirata para seu animal de estimação

Além de prejuízos econômicos, a pirataria de medicamentos veterinários causa também perigo à saúde animal. No Brasil, 15% do total desse mercado envolvem práticas de pirataria como contrabando de medicamentos, falsificações, adulterações e ausência de registro de produtos no Ministério da Agricultura. “Para evitar cair na armadilha de adquirir um produto pirata, o consumidor deve estar atento a dicas como verificar a existência de número de registro, indicação de número de lote e de data de fabricação, entre outras”, afirma Henrique Tada, presidente Executivo da Alanac (Associação dos Laboratórios Farmacêuticos Nacionais).

Segundo ele, as compras pela internet podem ser perigosas. “Desconfie de preços muito baixos e evite comprar de sites estrangeiros, visto que nesse caso não é possível garantir o cumprimento da regulamentação brasileira”, explica Tada. Já no estabelecimento comercial, é importante verificar se o produto está armazenado de forma adequada e exigir nota fiscal.

Medicamentos veterinarios piratas

A Alanac faz parte do Conselho Nacional de Combate à Pirataria (CNCP), do Ministério da Justiça. As ações propostas envolvem a elaboração de uma radiografia da pirataria, atualização da legislação vigente que vise o combate à pirataria e ações efetivas que reprimam essa prática, como capacitação de agentes públicos e articulação com órgãos policiais, Ministério Público e Poder Judiciário, entre outras medidas.

Abaixo, as principais dicas para que o consumidor evite adquirir medicamentos veterinários piratas:

Na embalagem do produto:

  • A embalagem deve estar íntegra, sem sinais de rasuras ou adulterações;
  • Toda a informação da rotulagem deve estar em português.
  • Existência de número de registro do produto no MAPA;
  • Indicação completa de nome, endereço e CNPJ do titular do registro;
  • Indicação do número de lote ou partida, data de fabricação e validade.

No estabelecimento:

  • Verificar se há assistência de médico veterinário;
  • Observar se os produtos estão armazenados em local adequado;
  • Solicitar sempre a emissão de nota fiscal.

Para compras pela internet:

  • Buscar lojas de boa reputação;
  • Desconfiar de preços muito baixos;
  • Não adquirir produtos de sites estrangeiros.

Texto enviado pela leitora Mônica Hog.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas