Você está aqui: Início » Raças de Cachorros » Mastim Tibetano: personalidade, cuidados e fotos da raça
Mastim Tibetano

Mastim Tibetano: personalidade, cuidados e fotos da raça

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Como seu nome sugere, o Mastim Tibetano vem do Tibete, uma região montanhosa da China.

No entanto, isso é o máximo que pode ser dito com certeza quando se trata das origens desta raça muito antiga.

Veja também – Cane Corso: personalidade, cuidados e fotos da raça

Devido ao extremo afastamento do Tibete e às antigas rotas da raça, é impossível dizer exatamente quem eram os antepassados ​​dela ou como ela chegou ao Tibete.

No entanto, é amplamente aceito que os ancestrais do Mastim Tibetano foram os precursores das modernas raças mastim. Saiba mais sobre essa raça!

O que saber sobre o Mastim Tibetano?

Os ancestrais do mastim moderno foram usados ​​como preciosos cães de guarda do povo tibetano, que foram ameaçados por predadores como lobos e leopardos da neve.

Alguns desses cães podem ter sido dados aos visitantes do Tibete como presentes de despedida, o que explicaria como o Mastim Tibetano foi desenvolvido em outras partes da Ásia e da Europa.

Demorou muito tempo para os primeiros Mastins Tibetanos chegarem ao hemisfério ocidental.

Mastim Tibetano Cachorro

Isso ocorreu porque os ocidentais não tiveram permissão de entrar no Tibete até o início do século XIX.

Os dois primeiros Mastins tibetanos a entrar nos Estados Unidos foram enviados diretamente do Tibete nos anos 50, e outros foram importados nos anos 70.

O American Kennel Club (AKC) não reconheceu a raça como membro de seu grupo de trabalho até 2006.

Temperamento do Mastim Tibetano

Com suas origens como protetor da família de inimigos tão dignos quanto os grandes felinos e lobos que vivem nas montanhas. O Mastim Tibetano tem a reputação de ser um animal feroz e quase selvagem.

Embora nem todos os membros da raça devam ser caracterizados tão duramente, muitos Mastins Tibetanos são territoriais, especialmente quando se trata de sua casa, família e do gado ao qual podem ser designados para proteger.

Isso significa que um Mastim Tibetano pode ver um estranho animal entrando em seu “território” como uma boa razão para atacar.

Instintos de guarda

Portanto, é altamente recomendável que você reserve um tempo para socializar um Mastim Tibetano com novas pessoas e tenha cuidado ao apresentá-lo a outro cão.

Você pode não ser capaz de manter um Mastim Tibetano com outro cachorro em casa, especialmente se ambos forem do mesmo sexo; tal cenário pode definir questões territoriais constantes.

Veja também – Boiadeiro de Berna: personalidade, cuidados e fotos da raça

Porém, com uma boa socialização, você não deve se preocupar muito com o fato de um Mastim Tibetano ser agressivo com as crianças, especialmente desde que a raça é conhecida por ser bastante paciente com os pequenos.

Entretanto, a supervisão deve sempre ser empregada quando as crianças e os cães grandes estiverem brincando juntos.

Traços de personalidade do Mastim Tibetano

Em uma nota mais positiva, o Mastim Tibetano é um cão inteligente que pode provar-se útil como um protetor de gado, como cão de guarda e até mesmo um companheiro caseiro.

Seu instinto natural de proteger o torna especialmente útil como cão de trabalho, mas pode ser difícil ensinar-lhe obediência. Eles são muito independentes e podem ser bastante teimosos.

Ele também pode ser um pouco indiferente e preferir fazer suas próprias coisas, não sendo tão familiar como algumas outras raças.

Barulho

Seria negligente não dizer que esse cachorro é um latifundiário e, como muitos outros cães de montanha, sua voz é alta e estrondosa, podendo ser ouvida principalmente à noite.

Se você mora em um local muito remoto e não se importa com latidos, então você não terá problemas … mas se você é um morador da cidade ou tem vizinhos por perto, este cão pode não ser para você.

Tamanho do Mastim Tibetano

Existe uma comparação comum entre o tamanho do Mastim Tibetano e o tamanho dos leões!

Atualmente, o Mastim Tibetano está em quinto lugar na lista das maiores raças de cães reconhecidas pelo AKC.

Pelo do Mastim Tibetano

Se você já viu um Mastim Tibetano, provavelmente reparou em sua linda pelagem após se chocar com seu tamanho.

Mastim Tibetano Filhote

(Afinal, eles precisavam de muito isolamento para mantê-los aquecidos nos altos picos dos Himalaias, que geralmente são cobertos de neve e não são os ambientes mais amigáveis.)

Seu isolamento natural vem de um revestimento duplo, que consiste em um pelo inferior pesado e protegido por um revestimento externo grosso e claro.

Higiene

Pode ser uma surpresa saber que uma limpeza semanal do tronco e a escovação do pelo, da cauda e das pernas sejam o suficiente para manter seu pelo limpo e sem nós.

Isto acontece parcialmente porque os Mastins Tibetanos tem um comportamento muito felino quando se trata de higiene pessoal.

Mastins tibetanos trocam ou eliminam completamente seu pelo inferior anualmente, normalmente antes do horário de verão.

Você precisará estar preparado para uma grande quantidade de perda de pelo, o que pode ser ajudado através de uma escovação diária.

Saúde do Mastim Tibetano

Como uma raça antiga, o Mastim tibetano é um dos raros cães de raça pura que não sofrem de uma longa lista de aflições de saúde hereditárias.

Aqui estão algumas condições que são comumente observadas em Mastins Tibetanos:

Entrópio

Esta condição envolvendo a pálpebra é mais comumente encontrada em cães com excesso de pele ao redor dos olhos, como a maioria das raças mastim.

Veja também – Malamute do Alasca: personalidade, cuidados e fotos da raça

De acordo com o VCA Animal Hospital, o entrópio ocorre quando a pálpebra “rola” para dentro, em direção ao canto interno do olho.

Isso permite que a pele da pálpebra entre em contato com a bola ocular e cause dor, mas muitas vezes também resulta em arranhões ou úlceras na córnea (a camada externa do olho). Se o dano na córnea não for tratado, pode resultar em perda de visão.

Ectrópio

Outra condição de pálpebra encontrada em cães com uma aparência caída ao redor dos olhos, o ectrópio é o oposto do entrópio – a pálpebra “rola” em direção ao canto externo do olho.

Isso expõe a conjuntiva (a membrana interna rosa ao redor do globo ocular) a todos os tipos de irritações.

Displasia do quadril / cotovelo

Cães grandes e ativos como o Mastim Tibetano são propensos a nascer com ou desenvolver displasia do quadril e / ou do cotovelo, uma malformação das articulações do quadril e cotovelo.

A condição torna doloroso para o cão mover as articulações afetadas.

Sabendo tudo sobre o Mastim Tibetano, defina se essa raça foi feita para você e, se sim, tenha consigo um excelente amigo e protetor!


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas