Você está aqui: Início » Cuidados » Fisioterapia em cães

Fisioterapia em cães

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nossos cães têm tantos problemas como nós, humanos. A medicina veterinária tem evoluído muito nas últimas décadas, possibilitando cada vez mais tratarmos de nossos bichinhos com a melhor tecnologia. É muito comum pets que desenvolvem problemas nas articulações, neurológicos e uma série de doenças que exigem um tratamento muito conhecido no nosso mundo: a fisioterapia. Você sabia que existe a fisioterapia em cães?

Poucas pessoas conhecem esse ramo da medicina veterinária especializado na fisioterapia, mas saiba que essas técnicas podem ajudar a resolver muitos problemas dos nossos cãezinhos.

Conheça um pouco mais sobre a fisioterapia em cães, quais são as técnicas utilizadas e o que você pode fazer para ajudar o seu pet que está passando por um processo de recuperação.

O que é a fisioterapia para cães

A fisioterapia em cães, nada mais é, que os conceitos de fisioterapia em humanos adaptados para os nossos pets.

Nos anos 70, essas técnicas já eram utilizadas em animais de grande porte, como os cavalos.

Hoje em dia os cães são vistos como parte da família, então, a medicina veterinária investiu na tecnologia dessa área para prover aos nossos animais os melhores tratamentos possíveis.

A fisioterapia em cães não é feito por um profissional graduado em fisioterapia, mas, sim, por médicos veterinários especializados em fisioterapia animal.

Eles irão analisar o quadro clínico do seu cão e decidirão se é necessário e qual o melhor tratamento para o problema do seu animal de estimação.

As técnicas são recomendadas quando o cão apresenta problemas ortopédicos, lesões, luxações, problemas neurológicos, etc.

Os métodos da fisioterapia em cães são, de fato, eficientes e podem ajudar a curar até mesmo dores crônicas.

Métodos de fisioterapia parar cães

Há diversos métodos que podem ser aplicados na fisioterapia para cães. Cada um possui suas particularidades para atender da melhor maneira possível as necessidades do seu pet.

Conheça algumas técnicas utilizadas na fisioterapia em cães:

  • Eletroterapia:o método recorre a correntes elétricas para aliviar os efeitos das dores. Também auxilia no fortalecimento da musculatura dos pets em caso de perda de massa muscular (animais podem ter uma perda de massa por problemas neurológicos ou em casos cirúrgicos).
  • Laserterapia:como o próprio nome diz, o método utiliza laser na sessão de fisioterapia. O laser tem efeito analgésico e anti-inflamatório, podendo substituir, em alguns casos, o uso de analgésicos. A técnica também é usada para acelerar a cicatrização, pois aumenta a função metabólica das células.
  • Cinesioterapia:a reabilitação do pet é feita a partir conjunto de exercícios terapêuticos e alongamentos. A cinesioterapia é baseada na metodologia realizada em humanos, é feita com cones, bolas, pranchas e coisas do gênero para ajudar em tratamentos neurológicos ou ortopédicos.
  • Magnetoterapia:campos magnéticos são induzidos nas regiões dolorosas dos pets, as ondas amenizam dores crônicas e agudas. Doenças como a artrose e complicações na coluna podem ser resolvidas com essa metodologia.
  • Hidroterapia: a hidroterapia é uma categoria da fisioterapia realizada dentro d’água. É uma boa solução para pets que não podem ter desgaste nas articulações, pois as mesmas já estão em situações críticas (cães obesos, por exemplo).
  • Ultrassom:assim como em humanos, a técnica ajuda na reconstituição dos tecidos e em processos desinflamatórios. E, assim como a magnetoterapia, pode ajudar no tratamento de artroses.
  • Massoterapia:a metodologia consiste em massagens para reduzir a tensão e relaxar os músculos. Os movimentos aumentam a circulação do sangue e, consequentemente, a oxigenação e drenagem linfática.

Lembrando que todas essas técnicas devem ser realizadas com o acompanhamento de um veterinário especializado em fisioterapia em cães.

Ajude seu cão a se recuperar mais rápido

Além da fisioterapia para cães, ajudar o seu pet na recuperação pode potencializar os benefícios da seção.

Cachorros idosos, obesos ou com doenças em recuperação tem necessidades especiais e o tutor precisa ficar atento a isso.

Elaboramos algumas dicas para você cuidar do seu pet enquanto ele faz as sessões de terapia, confira:

  • Regule a alimentação do seu animal, principalmente se seu problema estiver ligado a obesidade. Cães, assim como nós, têm uma necessidade ideal de calorias diárias. Converse com o veterinário a respeito do valor energético ideal para a raça do seu pet e confira as porções correspondentes nas informações nutricionais da ração.
  • Não dê comida para seu cachorro. Algumas frutas são liberadas, mas nem todas fazem bem aos cães.
  • Converse com o veterinário sobre o quadro clínico do seu pet e avalie a possibilidade de caminhadas. Os exercícios ajudam na qualidade de vida do seu animal de estimação.
  • Brinque com seu cão e dê atenção a ele. Cachorros são seres muito emocionais e amor faz toda a diferença durante a recuperação.
  • Aposte em complexos vitamínicos que podem melhorar as funções vitais do seu cão, disposição e sistema imunológico.

Rampas: dica para evitar ou ajudar na recuperação de lesões nos cães

Se você tem um dog que se lesionou recentemente e ainda está passando pelo tratamento de fisioterapia para cães, saiba que há um aliado muito precioso nesse momento: as rampas.

Mesmo sentindo dores, os pets fazem de tudo para ficarem perto de seus tutorores. E isso, muitas vezes, pode ser um problema para o cãozinho em recuperação (principalmente lesões).

Os cachorros tentam subir na cama, sofá, descer e subir escadas, etc., para ficarem próximos ao dono. É difícil controlá-los, uma vez que são ágeis e sobem nos locais sem nosso consentimento.

O maior problema desses impactos e alongamentos é que eles podem causar muitas dores e comprometer alguns processos de recuperação.

Por isso, caso você tenha um animal que está passando por sessões de fisioterapia para cães, você pode apostar em rampas para animais.

Elas podem ser compradas em pet shops ou até mesmo de fabricação própria. É só colocar uma placa apoiada do sofá, cama, pela escada e coisas do gênero.

Assim, seu cachorro conseguirá ter acesso a todos os lugares que deseja sem se esforçar além dos limites permitidos.

Quer saber mais além da fisioterapia em cães? Acesse o MelhorAmigo.dog e aprenda um pouco mais sobre seu cãozinho.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas