Início » Cuidados » Falta de apetite em cães: causas, sintomas e cuidados

Falta de apetite em cães: causas, sintomas e cuidados

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Falta de apetite em cachorros

A falta de apetite em cães, também chamada de anorexia canina, é uma condição de saúde bastante séria. Diferentemente do que ocorre em humanos, seus motivos não são estéticos, e geralmente não envolvem fatores essencialmente psicológicos.

De forma resumida, a falta de apetite em cães é a condição na qual o cachorro recusa-se a comer, e seu níveis de ingestão de alimentos tornam-se tão baixos que levam o animal a uma drástica perda de peso.

Quando a condição for observada, o cão deve ser levado o quanto antes à clínica veterinária para identificar a causa do problema. Em função de sua gravidade, a anorexia canina prolongada pode levar a uma série de problemas adicionais na saúde.

Saiba mais sobre a falta de apetite em cães, seus sintomas, causas e formas de tratamento:

Causas da falta de apetite em cães

Há diversas causas relacionadas à falta de apetite em cães. Entre elas, pode-se incluir doenças variadas, especialmente as infecciosas e que gerem dores significativas no cão. Doenças doloridas que afetem o trato gastro-intestinal são especialmente comuns como causa da condição.

Em alguns casos mais raros, estresse e mudanças na rotina também podem gerar a anorexia como causas psicológicas. Outros fatores como o envelhecimento, intoxicações e desequilíbrio no crescimento do cão também podem ser considerados como causas do problema.

Sintomas da anorexia canina

Entre os principais sintomas que podem ser atribuídos a esta condição nos cães, deve-se dar especial atenção a:

  • Febres recorrentes;
  • Icterícia;
  • Dores perceptíveis;
  • Órgãos internos inchados;
  • Mudanças nos olhos e nas pálpebras do cão;
  • Distensão abdominal;
  • Falta de fôlego e respiração acelerada;

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico da falta de apetite em cães é feito, em uma primeira instância, a partir da observação dos donos a respeito dos hábitos alimentares do cão. Em seguida, é necessária a avaliação veterinária para confirmar a condição.

O profissional responsável precisará receber informações a respeito do histórico de saúde, do ambiente e da rotina do cão – especialmente a respeito de mudanças recentes. Por isso, quanto mais informações você conseguir reunir a respeito dos hábitos do cão para informar o veterinário, mais preciso será o diagnóstico realizado.

Além disso, são realizados exames adicionais, incluindo exames de sangue e de urina. Isso permite a identificação de possíveis causas do problema, que precisarão ser tratadas para que a anorexia seja resolvida.

Tratamento e cuidados

Após o diagnóstico, a falta de apetite em cães é tratada através da correção do problema que levou o cão à anorexia. Em outras palavras, não há um tratamento específico para estimular o apetite, mas há tratamentos que combatem a causa da condição. Por isso um diagnóstico preciso é essencial.

Adicionalmente, é necessário planejar uma alimentação equilibrada e saudável para a recuperação do cão, com fases de transição durante a readaptação dele até uma alimentação normal.

Muitas vezes, é necessário alimentar o animal através de tubos intravenosos até que ele se recupere. Além disso, cuidados especiais com a comida (como sabor adicional, temperaturas específicas ou ingredientes mais apetitosos) podem ser necessários na fase de transição. A medicação também pode ser requerida, especialmente se há dores no trato gastro-intestinal.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas