Início » Doenças » Diabetes Canina: Causas, sintomas e tratamento

Diabetes Canina: Causas, sintomas e tratamento

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Assim como os seres humanos, animais também podem ser diagnosticados com diabetes. No caso da diabetes canina, por exemplo, também conhecida pelo nome diabetes mellitus, os problemas podem surgir devido à diminuição na produção da insulina pelo pâncreas ou devido à produção deficitária da insulina.

Assim, os níveis de glicose no corpo do animal podem atingir altas taxas, prejudicando sua saúde e bem-estar.

Causas da Diabetes Canina

Entre as possíveis causas da diabetes canina, está a falta de exercícios físicos e a alimentação inadequada, levando a um quadro de obesidade. Animais obesos possuem uma tendência maior a desenvolverem diabetes ao longo de suas vidas, além de outras doenças e complicações.

A genética também está vinculada ao surgimento da diabetes, considerando que animais com antecedentes diagnosticados com a doença apresentam uma predisposição à diabetes canina.

Diabetes Canina: Causas, sintomas e tratamento
Cães idosos possuem maior chance terem diabetes canina

Além disso, quando o sistema imunológico do cão está prejudicado devido à outras doenças e problemas, é possível que ele desenvolva diabetes futuramente, sendo necessário ficar atento aos sintomas para prevenir a doença. A pancreatite, por exemplo, é uma das doenças que pode levar a diabetes canina.

Embora cães de qualquer idade, raça, sendo machos ou fêmeas, possam adquirir a doença, acredita-se que cães idosos, principalmente a partir dos 07 anos de idade, possuem maior chance terem diabetes. Também se acredita que fêmeas podem desenvolver diabetes mais facilmente que machos, independentemente da idade.

Sintomas da Diabetes Canina

Entre os principais sintomas está a o aumento da sede, levando o animal, consequentemente, a urinar mais vezes ao dia. Alguns animais também apresentam mais fome, embora também apresentem perda de peso devido às disfunções do sistema do cão.

Assim, um cachorro obeso com perda de peso frequente deve ser levado imediatamente a um veterinário que poderá analisar o quadro adequadamente.

Outros sintomas da diabetes canina estão relacionados à visão do cão. Muitos animais podem apresentar sinais de catarata, podendo levar à cegueira em casos não tratados. Além disso, alguns cães podem apresentar outras infecções decorrentes da diabetes, como cânceres e tumores.

Assim, separadamente ou em conjunto, esses sintomas levam o cão a um quadro de fraqueza, cansaço e desânimo que, com o tempo, podem levar o cão à morte se não tratados.

Tratamento da Diabetes Canina

A diabetes canina, embora possa e deva ser tratada, não possui cura. Ou seja, a partir do diagnóstico do cão, caberá ao dono buscar se adequar à nova realidade do animal e proporcionar a ele tratamentos que prolonguem e melhorem sua vida.

O diagnóstico inicial da doença depende da análise de exames de sangue e urina, buscando identificar o aumento da presença ou não de glicose. Além desses testes, os sinais clínicos do cão também irão auxiliar no diagnóstico correto.

Após identificar a doença, o veterinário recomendará um conjunto de medidas para permitir que o cão leve sua vida tranquilamente. Além de uma dieta balanceada e adequada, exercícios físicos diários e regulares serão indicados com o objetivo de aumentar a qualidade de vida do animal e prevenir outras complicações.

Também será necessário aplicar doses de insulina no cão, mediante as orientações do veterinário. O próprio dono poderá aplicar as doses em sua casa. Em alguns casos, também é essencial monitorar as taxas de glicose no sangue do animal, evitando altas taxas que possam provocar crises no cão.

Prevenção da Diabetes Canina

Compreender as causas e sintomas é fundamental para que a partir do primeiro sinal o cão já seja encaminhado a um veterinário, que indicará o tratamento mais adequado. Assim, a prevenção depende, principalmente, de estar atento aos sintomas que podem se apresentar em conjunto ou separadamente.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas