Você está aqui: Início » Curiosidades » Coceira em cachorro

Coceira em cachorro

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Dormir, brincar, beber água, comer e se coçar, são algumas das principais atividades que os cães sempre fazem todos os dias. Porém, em caso de coceira em cachorro exagerada, isso pode ser um sinal de que alguma coisa está errada.

A coceira em cachorro é considerada como um dos problemas mais frequentes, em que quando ele acontece ocasionalmente é bastante normal, assim como ocorrem em seres humanos. No entanto, caso isso fique bem mais frequente e exagerado, pode indicar que seja um problema mais sério.

Normalmente, os problemas que se associam a coceira em cachorro são a presença de parasitas, como carrapatos e pulgas. Mas, existem outras patologias que se encontram associadas, como doenças de pele, problemas psicológicos e infecções bacterianas.

Entenda mais sobre a coceira em cachorro

Antes de ter conhecimento sobre as causas e o tratamento da coceira em cachorro, é importante que você tenha atenção se o seu cachorro está coçando além do normal.

Geralmente, as coçadas rápidas durante o dia é um comportamento comum do cachorro, no entanto, caso a situação seja coceiras com mais frequência, de longas durações e com perda de pelo, é preciso que você procure pela ajuda de um veterinário para saber sobre o tratamento.

Além disso, para que você cuide do seu cachorro de maneira adequada, é extremamente importante que você se informe sobre as principais causas e tratamentos de coceira em cachorro, pois assim você garante uma melhor segurança para ele.

O que causa coceira excessiva em cachorro?

A coceira em cachorro excessiva pode acontecer por inúmeras causas, em que abaixo separamos algumas mais comuns, confira:

  • Carrapatos e Pulgas

Um dos principais motivos e mais conhecidos são os carrapatos e as pulgas, onde tais parasitas sempre infestam o corpo do cachorro, onde através de mordidas, podem se alimentar do sangue do cão.

Conforme o tamanho da infestação e o porte do cachorro, a quantidade de sangue no sistema do cachorro pode acabar baixando a ponto de até mesmo leva-lo a morte.

Normalmente, a reação de coçar ocorre devido a saliva dos parasitas, em que dependendo da sensibilidade do seu cachorro, a coceira pode acabar sendo grave.

Além disso, carrapatos e pulgas ainda transmitem doenças tanto para os cachorros como para seres humanos, o que torna preciso controlar essa infestação rapidamente.

  • Alergias

Quanto as reações alérgicas, elas podem ocasionar na coceira em cachorro, sendo causada por inúmeros motivos, indo desde o contato com produtos químicos até a troca da ração.

É comum ainda que o cachorro acabe sendo sensível a substâncias alergênicas, o que faz com que a situação se torne ainda mais grave, onde um dos principais motivos para a causa da alergia são:

  • Pulgas: cachorros podem ser alérgicos a saliva das pulgas, se coçando ainda mais e criando feridas na pele.
  • Alimentos: certos alimentos ocasionam em reações alérgicas no seu cachorro, onde varia de efeito e intensidade e, por isso, é preciso consultar um veterinário imediatamente.
  • Plantas: determinados tipos de plantas também podem causar alergias na pele dos cachorros, o que faz com que elas sejam isoladas o mais rápido possível.
  • Dermatite de contato: o contato do seu cachorro com certos produtos, principalmente os químicos, podem levar a alergia.
  • Sarna

Essa é uma doença de pene que é causada por um ácaro, onde mesmo existindo tratamento para essa patologia, não se pode encontrar vacinas de prevenção do seu contágio.

É muito comum que a sarna atinja os cachorros, onde o ácaro pode cavar túneis na pele, colocando os seus ovos durante o processo, o que faz com que o cachorro tenha coceira agressiva, perca pelo e ainda desenvolva muitas feridas na pele, gerando muito sofrimento para o cão e precisando de tratamento urgentemente.

  • Infecções bacterianas

Em relação as infecções bacterianas, elas são doenças, como a piordemite, o que garante a coceira em cachorro. Essa infecção pode ocasionar em lesões na pele do cachorro, podendo ter ou não pus e fazer com que o cachorro tenha úlcera, a qual seria uma perda profunda do tecido.

Tratamento da coceira em cachorro

No momento em que você notar que o seu cachorro está com alergia, você deve leva-lo ao veterinário da sua confiança, onde além da anamnese, ele irá fazer exames clínicos e laboratoriais que irão determinar a substância que está ocasionando na sensibilidade do organismo do seu cachorro.

No entanto, saiba que o problema normalmente não possui uma cura definitiva, onde o que você deve realizar é evitar que o seu cachorro fique sempre exposto aos alérgenos que o provocaram e, com isso, mantê-lo saudável, sem desconfortos causados pela coceira.

O tratamento é ainda sempre constante, em que se inclui o uso de remédios orais e tópicos, como antifúngicos, anti-histamínicos, antibióticos, shampoo e loções, os quais podem ajudar na diminuição, controle e prevenção da coceira.

Porém, o mais indicado é a identificação rapidamente da causa da alergia, em que a partir disso, se realize um tratamento mais efetivo e que evite certos efeitos colaterais que são provocados por remédios.

Quanto as coceiras ou reações alérgicas que são provocadas por alguma intolerância alimentar, a primeira coisa a se fazer é não usar mais a ração ou o alimento, introduzindo assim uma dieta no seu cachorro com uma ração hipoalergênica.

Outra principal recomendação sempre feita por médicos veterinários é que você procure dar ao seu cachorro ômega 3 e 6, os quais são ácidos graxos que ajudam no alívio da coceira.

Portanto, caso você esteja percebendo que o seu pet esteja coçando além do normal, a primeira coisa a se fazer é levar ele ao veterinário, pois coceira em cachorro de forma exagerada é algo sério e que causa muito desconforto no animal. Com isso, o profissional irá examinar o seu cachorro, realizar o diagnóstico e lhe passar o tratamento correto.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas