Você está aqui: Início » Curiosidades » Canine Freestyle: conheça a dança para cachorro
Canine freestyle dança para cachorro

Canine Freestyle: conheça a dança para cachorro

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Se você não acompanha esportes caninos, provavelmente nunca ouviu falar no canine freestyle. Trata-se de uma atividade que inclui uma rotina coreografada de movimentos combinada com trajes estilos e interpretação de uma música tema. Trata-se de uma mistura de competição de dança teatral com ginástica artística para os peludos.

Embora seja novidade para muitos, o canine freestyle é uma modalidade com mais de 25 anos de história. O esporte incorpora elementos de obediência, destreza e criatividade, muito parecido com provas de controle com cavalos.

Trata-se de um esporte excelente para cães com facilidade de caminhar sob as patas traseiras e que gostem de praticar os truques físicos básicos, como deitar, rolar e pular. Para pessoas que gostam de treinar estes cão e ter bons momentos, o esporte torna-se ainda melhor.

É bem verdade que nem todo cão tende a se dar bem no canine freestyle, pois várias habilidades especiais são necessárias. Collies, Golden Retrievers e Poodles são as presenças mais comuns nas competições, embora outras raças também tenham potencial para essa diversão musical.

Como funciona o Canine Freestyle?

De forma extremamente resumida, o canine freestyle ocorre durante a passagem de uma música escolhida pelo treinador e seu cão. Durante ela, a dupla pratica a coreografia correta, com o objetivo de fazer a performance mais bonita e impressionante. Giros, passos de dança e qualquer outro tipo de movimento são permitido: tudo depende da capacidade da dupla.

A música é um elemento chave para a apresentação – afinal de contas, o canine freestyle é uma competição de dança. O esporte revelou que muitos cães possuem um gosto bastante particular sobre seu estilo favorito, e a música precisa agradar tanto o cachorro quanto seu par humano.

Começando a praticar o canine freestyle

Se a ideia de ir à pista com seu cão parece divertida, começar o canine freestyle é só uma questão de vontade. O ideal é fazer uma consulta veterinária antes, para saber se o cão está em condições de praticar a atividade – já que o esporte exigirá que ele fique “em pé” algumas vezes. Pular, rolar e dançar uma longa valsa não são atividades recomendadas para cães com problemas nas costas, por exemplo.

Espere até que seu cão tenha, ao menos, 15 meses de idade antes de começar a ensiná-lo o canine freestyle, caso ele seja filhote. Isso garante que o esporte não prejudique o desenvolvimento normal de ossos e juntas – crítico, nessa idade. Cães que levam ainda mais tempo para amadurecer devem esperar ainda mais para iniciar a prática.

Ao começar a prática, você perceberá certa dificuldade do cão no início. Isso é comum, considerando que os movimentos utilizados são muito diferentes daquilo que um cachorro naturalmente pratica. Por isso, comece com sessões de treinamento mais curtas, aumentando aos poucos. Isso garante que o cão não fique machucado ou frustrado com a atividade.

Enquanto o peludo ainda não tem idade para praticar o canine freestyle em si, ensine-o truques de obediência e comandos básicos. Isso facilitará (e muito) a sua vida para praticar a dança canina.

Quais os benefícios do canine freestyle?

A dança entre o cão e seu treinador vai muito além da mera diversão. Mais do que isso, ela leva tanto o cão, quanto seu treinador a manterem-se em movimento. Isso promove força, flexibilidade e resistência, assim como outros exercícios físicos. Além disso, a relação de cumplicidade entre as duas “peças” do time gera um laço poderoso e muito especial.

Algo muito interessante do canine freestyle, é que assim como qualquer cão pode participar do esporte, qualquer pessoa também pode entrar na brincadeira. Idosos, crianças, cadeirantes – não há impedimentos. Isso torna o canine freestyle um esporte acessível para qualquer um.

Trata-se de uma atividade que beneficia a todos, sem distinções, mantendo a mente ativa e o corpo em movimento, além de inserir pessoas e cães em uma comunidade engajada e apaixonada pelo que faz.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas