Início » Doenças » Cachorro vomitando: Dicas e cuidados

Cachorro vomitando: Dicas e cuidados

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

A maioria dos animais de estimação vive de acordo com uma rotina e segue um padrão de hábitos. Por isso, quando um cachorro apresenta comportamentos diferentes ou estranhos, fique atento, pois algo pode estar errado com seu cãozinho.

Um cachorro vomitando, por exemplo, pode ser apenas algo comum e insignificante, mas também pode ser um sinal de que a saúde do seu animal não está 100%.

Se o seu cachorro vomitou pela primeira vez ou se ele está vomitando frequentemente – 2 a 4 vezes por semana – não tenha dúvidas, procure um veterinário para diagnosticar qual é o problema e indicar o tratamento correto.

Para auxiliar na identificação do porquê seu cachorro está vomitando, atente-se para as características do vômito para informar o veterinário. O vômito pode apresentar-se de forma sólida (restos de comida, objetos engolidos, pelos), líquida (água, espuma, sangue) ou conter elementos dos dois tipos.

cachorro-vomitando-1

Principais causas

Um cachorro vomitando pode ser resultado de diferentes causas e cada uma levará a um tratamento específico.

Causas comuns e corriqueiras dos vômitos são: a má digestão de alimentos, provocando o vômito em até 1h depois do cachorro ter se alimentado; a gastroenterite, provocada por alterações no intestino e estômago do cão que o fazem vomitar com frequência e mesmo sem ter se alimentado; e a tosse, que em raças com dificuldades de respiração pode provocar vômitos.

Outras causas menos comuns e que podem agravar a saúde do seu cãozinho, são as doenças provocadas por vírus, bactérias ou parasitas, que atingem principalmente o intestino, estômago, rins e pâncreas. Entre elas estão a pancreatite, parvovírus, cinomose, úlceras, insuficiência renal, giardise e até cânceres.

Além disso, a intoxicação devido a ingestão de alimentos inadequados (alimentos para seres humanos, ração de outros animais, ração estragada, ração vencida) ou produtos proibidos para animais (produtos de limpeza, cosméticos, etc) também podem deixar seu cachorro vomitando e tendo outras reações adversas.

Vale destacar que algumas raças são mais propensas do que outras a desenvolverem alergias durante a vida, reagindo mal ao terem contato com alimentos e produtos que não fazem parte do seu dia a dia. O vômito pode, então, tornar-se uma arma de defesa dessas raças e um sinal de que algo não vai bem.

Tratamento

O tratamento do vômito dependerá do diagnóstico correto realizado pelo veterinário e pode incluir: mudanças na dieta do animal, remédios específicos para o vômito e tratamentos mais agressivos para a doença que está fazendo seu cachorro vomitar.

Caso não seja possível levar o seu cachorro para o veterinário logo após o vômito, é importante seguir alguns passos para que seu cãozinho sofra o menos possível nesse período.

Logo que o cachorro comece a apresentar sinais de ânsia, deixe ele vomitar sem interrompê-lo. Mexer no cachorro nesse momento pode apenas piorar o quadro de saúde. Após o vômito, não dê comida, deixe seu pote com água por perto – sem força-lo a beber – e o deixe em uma posição confortável, não estimulando brincadeiras e movimentos bruscos.

Lembre-se sempre que um cachorro vomitando precisa de atenção redobrada e de cuidados veterinários o mais rápido possível.

Prevenção

Após diagnosticar a causa do vômito, o veterinário indicará os melhores métodos para prevenir que seu cachorro vomite novamente. Mesmo assim, algumas dicas podem ser úteis para deixar seu cãozinho mais seguro e evitar riscos: não o alimente com uma ração ou alimentos a que ele não esteja acostumado; evite deixar produtos de limpeza e cosméticos perto do seu alcance; não deixe objetos pequenos por perto; impeça seu cãozinho de comer grama, terra ou areia por onde ele passeia, pois sempre podem estar contaminados.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nossas dicas