Você está aqui: Início » Doenças » Anemia canina: conheça as causas, sintomas e tratamento
Anemia canina

Anemia canina: conheça as causas, sintomas e tratamento

Compartilhe!
  • 4
  •  
  •  
  •  
  •  
    4
    Shares

Assim como ocorre com seres humanos, cachorros também podem ter anemia. A diferença entre a anemia humana e a anemia canina é que as causas da doença nos animais são diferentes das que atingem os seres humanos. A anemia canina ocorre devido à deficiência ou falta de células vermelhas no sangue do animal, podendo levar a um quadro clínico grave e até à morte.

Existem 3 (três) tipos de anemia que podem atingir os cães: a de origem medular, a hemorrágica e a hemolítica. Cada tipo de anemia possui causas específicas e um tratamento especial. Por isso, é essencial compreender as causas, os sintomas e o tratamento adequado para poder prevenir a doença e proteger o animal.

Anemia canina

Causas da anemia em cachorros

As causas da anemia canina estão normalmente relacionadas à outras doenças ou situações específicas que atingem o corpo do animal. A anemia hemolítica, por exemplo, é consequência de uma doença autoimune causada por parasitas, vermes, carrapatos, etc. É uma forma de o sistema imunológico do cachorro reagir aos parasitas.

Veja também – Pulgas e carrapatos: Melhores soluções

A anemia hemorrágica ocorre quando o animal perde uma quantidade considerável de sangue devido a acidentes, ingestão de veneno e doenças como cânceres, tumores ou doenças nos rins. Já a anemia de origem medular ocorrer a partir de uma deficiência na produção de células vermelhas no corpo do cão.

Assim, a identificação das causas da anemia depende do diagnóstico realizado por um veterinário e da análise das doenças ou situações que levaram ao quadro de anemia. Enquanto nos seres humanos a causa mais comum é a falta de ferro na alimentação, nos animais essa causa é considerada bastante rara.

Sintomas

Apesar das diferenças entre os tipos de anemia canina, os sintomas são semelhantes nos três casos. O sintoma mais comum é a fraqueza do animal, apresentando fadiga e cansaço, mesmo sem ter praticado exercícios. O cão passa a dormir mais do que o necessário, perdendo o apetite e, consequentemente, perdendo peso. Assim, quadros de depressão e indisposição severa são comuns em anemias não tratadas adequadamente.

Além disso, alguns animais apresentam as mucosas pálidas (gengivas e pálpebras). Também é possível ocorrer uma alteração na cor da urina (urina escura) e presença de sangue nas fezes e urina.

Tratamento

O tratamento da anemia canina depende dos sintomas apresentados pelo animal, sendo essencial identificar corretamente a causa da anemia para realizar o tratamento adequado. O diagnóstico da doença é realizado a partir de uma série de exames clínicos. Um simples exame de sangue já é capaz de mostrar se o animal apresenta falta ou deficiência nas células vermelhas.

Veja também – Doenças que podem passar dos cães para as pessoas

No caso da anemia canina causada por parasitas, o médico veterinário indicará os medicamentos necessários para reverter o quadro clínico, como vermífugos. Nas anemias hemorrágicas, poderá ser necessário realizar uma cirurgia para conter a hemorragia e, em casos mais graves, realizar uma transfusão de sangue. Se a anemia canina for de origem medular, o animal precisará de medicamentos que solucionem a falta de células vermelhas.

Em todos os tipos de anemia, é muito importante que o animal mantenha uma alimentação balanceada e adequada, buscando proteger o sistema imunológico. Embora a falta de ferro não seja a principal causa da anemia canina, alguns veterinários podem recomendar a suplementação da alimentação com vitaminas para auxiliar na recuperação do cachorro.


Compartilhe!
  • 4
  •  
  •  
  •  
  •  
    4
    Shares

Acompanhe nossas dicas